Terça-feira, 16 de Setembro de 2014

Ajuda norte-americana

Os EUA decidiram ajudar a Libéria no seu dramático combate ao vírus da Ébola, o que só lhe fica bem. Isto de serem os polícias do Mundo tem as suas responsabilidades. Mas o que leio no Público de hoje acerca dessa ajuda fez-me sorrir com uma ironia amarga. Então não é que os norte-americanos vão mandar militares para ajudar os liberianos?
Depois caí em mim e admiti que afinal está tudo como deve ser. Afinal, em que é que eles são especialistas?
publicado por Aristides às 19:26
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 15 de Setembro de 2014

A sentença de Maria de Lurdes Rodrigues: obviamente indignado

"Maria de Lurdes Rodrigues diz que foi cometida "uma grande injustiça". Vai recorrer da condenação a três anos e seis meses de prisão com pena suspensa."

A famigerada D. Marilu de novo nos títulos dos jornais (que saudades....). E mais uma vez pelas piores razões! Mas deixem-me que vos diga que também fiquei revoltadíssimo e indignadíssimo com a sentença: porquê a pena suspensa??????

publicado por Aristides às 20:34
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

Venham lá mais umas bombas!

 

Obama anunciou hoje, num discurso muito aguardado, como vão lidar os EUA com o hiper terrorista Estado Islâmico. Essa nova estratégia consiste em largar bombas e mais bombas sobre as posições dos  fundamentalistas islâmicos. Mas,espera aí, esso é que é a "nova estratégia?" Afinal, o que os EUA têm feito ao longo da sua história é espalharem os seus valores e ideais, pelo mundo fora...à bomba!

Pronto, eles lá saberão o que fazem, por alguma coisa se arvoram na polícia de choque do Universo. Além disso têm uma vantagem sobre os jiiadistas: como foram os norte-americanos que lhes forneceram praticamente todo o armamento, sabem com o que podem contar!

publicado por Aristides às 19:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 10 de Setembro de 2014

Oxímoros...

Administrador do Banco de Portugal na tomada de posse: "Banca deve actuar com princípios éticos irrepreensíveis"

 

Segundo a Infopedia, oximoro representa “a figura de pensamento em que se exprime um paradoxo. Consiste na associação de dois termos contraditórios, duas imagens, que na realidade se repelem, que aproximam dois sentidos totalmente incompatíveis.”

António Varela, o administrador do Banco de Portugal que hoje tomou posse, demonstrou ser um habilidoso cultor da língua portuguesa e dominar, como poucos, aquela “figura de pensamento” que dá pelo exótico nome de oxímoro.

Francamente, caberá na cabeça de alguém associar ou meter na mesma frase as expressões “Banca” e “princípios éticos irrepreensíveis”?

Em que virtual mundo viverá o novel administrador? Ainda por cima, quando outro dos nomeados desta manhá é Helder Rosalino, saído dos corredores do poder politico directamente para os do poder financeiro, sem qualquer prurido de ordem ética ou cívica?

 

 

publicado por Aristides às 18:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 9 de Setembro de 2014

Afinal, quem foi?

"O Boeing da Malaysia Airlines que caiu na Ucrânia em Julho foi atingido por “numerosos objectos” que o "perfuraram" a "alta velocidade” e partiu-se em "pedaços", indica o primeiro relatório sobre o derrube do aparelho que causou a morte de 298 pessoas, numa zona de combates. A descrição confere com a possibiidade de ter sido abatido por um míssil terra-ar Bulk."

Assim começa o artigo de hoje do Público que se refere a um relatório agora conhecido. É caso para dizer que finalmente o abate daquele avião sai do esquecimento a que tinha sido votado pelos media ocidentais. Se bem se lembram, depois de quinze dias de intoxicação informativa em que, sem provas, se acusavam os anti-fascistas ucranianos, que a nossa imprensa gosta de chamar "rebeldes pró-russos", ou até mesmo os russos, por aquele crime, o silêncio abateu-se sobre o acontecido. Ora, todos sabemos o significado desse silêncio: descobriu-se que os autores do massacre foram as autoridades de Kiev, agora alvo da simpatia e ganância ocidentais. Só pode!

Curioso é também o facto de se afirmar na notícia que a "descrição confere com a possibilidade de ter sido abatido por um míssil terra-ar Bulk". É que, segundo entendidos, a descrição confere ainda mais com a possibilidade de o avião da Malaysia Airlines ter sido atingido por disparos de um caça ucraniano, que foi avistado a acompanhar o Boieng até cerca de dois minutos antes da tragédia.

Já há muito que Obama, Barroso e o resto da comandita sabem quem causou aquelas trezentas mortes. Por que não o dizem?

 

publicado por Aristides às 18:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 29 de Agosto de 2014

Vamos lá inspecionar mais uma vez a festa dos comunistas

 

"Contas da Festa do Avante inspecionadas mais uma vez: Entidade das Contas e Financiamentos Políticos (ECFP) mantém vigilância cerrada aos lucros que o PCP consegue com a Festa do Avante. Fontes do partido lamentam que se tente afunilar para números um evento que é muito mais que um evento político" refere o Sol.

Nota-se aqui, sem qualquer dúvida, uma pedra no sapato em relação às iniciativas dos comunistas. Pela cabeça dos senhores da ECFP não passa sequer a ideia de que haja gente que tira férias para ir trabalhar à borla, ocupa os fins de semana para erguer essa grande festa que é a do Avante e depois ainda paga a entrada. Estes comunistas...

Tudo isto é mais curioso quanto se sabe que há partidos que se financiam através de negócios de estado e da corrupção dos seus membros que ocupam cargos governativos. Veja-se o caso dos submarinos e do famigerado Jacinto Leite Capelo Rego, talvez um alter ego do líder do partido em causa. Assentava-lhe bem o nome! Neste caso não há entidades que dêm com o gato escondido, assim como se podem fazer falcatruas do tamanho do Himalaia ou do BES que as entidades reguladoras só dão conta quando a casa cai com estrondo.

Enfim, afinidades (ou falta delas...)

publicado por Aristides às 15:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

Despedir: a mais simples das soluções

Depois do desaparecimento de um dos seus aviões em Março no Golfo da Tailândia, e do abatimento de um outro, o MH17, em Julho, quando voava sobre a Ucrânia, o dono da Malasyia Airlines, o fundo soberano Khazanah Nasional Berhad, está a preparar um plano de reestruturação da companhia. 

O objectivo é alterar a imagem negativa que quer se queira ou não se criou com aqueles dramáticos incidentes.

A pergunta que se impõe é: o que fazer para atingir esse objectivo? A resposta é simples e não é preciso ser CEO da PT ou da EDP, nem ministro das Finanças de qualquer país da UE. Afinal é o que todas as empresas fazem quando chega a hora da "necessária" reestruturação: despedem-se trbalhadores! No caso da Malasyia Airlines, bastam 4000 despedimentos para que o pessoal comece a ver com melhores olhos a companhia aérea! Afinal é tão simples... 

 

 

publicado por Aristides às 12:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

Moedas boas e más

 

Há uns anos, andava Cavaco em seu limbo pré-presidencial e nós a viver acima das nossas possibilidades, quando o dito classificou alguns dos seus sucessores no PSD como moeda má que deveria ser expulsa pela moeda boa (ah, o monetarismo...). Na altura, era Santana Lopes o alvo do seu ressentimento e, quanto à avaliação, não faltaria razão a Cavaco, por uma vez.

Hoje, ao ver moedas, perdão, Moedas, a caminho de Bruxelas lembrei-me desta excreção das ditas más. Infelizmente, a premonição de Cavaco não se confirma na totalidade: é que não ficam as boas!

 

publicado por Aristides às 13:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

Mais munições para Israel

Os Estados Unidos confirmaram, na quarta-feira, o envio de mais munições para Israel, horas depois de terem condenado o ataque contra uma escola das Nações Unidas em Gaza.

A decisão de fornecer munições a Israel é vista como podendo alimentar a controvérsia, numa altura em que Washington expressou preocupação sobre a morte de mais de 1.300 palestinianos, a maioria civis, desde o início da ofensiva de Israel a 8 de julho.

Numa conversa telefónica com o ministro da Defesa israelita, Moshe Yaalon, o chefe do Pentágono, Chuck Hagel manifestou que os “Estados Unidos continuavam preocupados com o aumento das vítimas palestinianas e perda de vidas israelitas, assim como com a deterioração da situação humanitária em Gaza”.

 

Não são ternurentas as preocupações humanitárias da diplomacia dos EUA?

Não é comovente a enorme pressão que os EUA exercem sobre Israel para evitar o genocídio dos palestinianos?

Que tal um segundo Nobel da Paz para Obama, desta vez em parceria com Benjamim Nathanyau (nunca soube screver o nome deste terrorista)? Não destoava com muitos já atribuídos!

 

publicado por Aristides às 15:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

A lógica terrorista de Telaviv

Subiu para 49 o número de mortos palestinianos em ataques só na última madrugada em Gaza. Pelo menos quinze das vítimas estavam refugiadas numa escola da ONU que ficou completamente destruída depois de mais uma ofensiva.

Os terroristas de Telaviv continuam sem respeitar sequer as instalações da ONU que tão cobardemente se têm comportado com eles. Não respeitam escolas, hospitais, tudo lhes servindo como alvos legítimos nesta ofensiva vergonhosa contra um povo sitiado e indefeso.

Ao destruir escolas, os sionistas estão a enviar uma mensagem subliminar ao mundo: se matamos as crianças palestinianas, para que qurerem escolas?

publicado por Aristides às 11:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 29 de Julho de 2014

O crime continua

Torna-se para mim insuportável a retórica cínica e terrorista do primiero ministro sionista, Benjamim Nethaniau, assim como a cobertura cúmplice  dos meios de comunicação social que sublinham os rocketes, os túneis e os ataques do Hamas a Israel que, curiosamente não provocam vítimas entre os israelitas. Um dos argumentos da besta sionista é que o Hamas não reconhece o direito de existir a Israel. Mas, se isso é assim, é só no discurso, porque no terreno, quem não reconhece a existência de alguém é Israel em relação à Palestina!

Hoje, os bombardeamentos abençoados por Obama, Merkel e Cia, detruiram a central de energia de Gaza de que depende o fornecimento de electricidade de muitas habitações, mas também de hospitais e outras instituições humanitárias. Daqui a pouco, já as televisões nos estarão a mostrar a quantidade de rocketes e de combatentes do Hamas que se escondiam por trás de cada quilovátio fornecido por essa central.

Não há limite para o cinismo! 

publicado por Aristides às 13:32
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 25 de Julho de 2014

Coelho e o crocodilo

Passos Coelho em Timor assustou-se, não com o tamanho do crocodilo António, mas com a despesa que ele representaria em alimentação.O tratador descansou o primeiro ministro português, assegurando que o animal só come dois frangos por semana. Imaginem só o que passou pela cabeça de Coelho e as possibilidades que equacionou no que diz respeito à alimentação dos portugueses que, é fácil constatar, exibem menos corpulência que o crocodilo António. Se um bicho daqueles é tão frugal, porque não o hão de ser os portuguese que, piegas, se queixam das dificuldades?

A bem dizer, já se registam alguns avanços, na perspectiva governamental, porque Portugal deu uma bela cambalhota no ranking do Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas. Mais uma grande vitória deste governo. 

O nosso eterno agradecimento à cambada que nos governa.

publicado por Aristides às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 24 de Julho de 2014

Mais um hediondo crime da besta sionista (e dos seus aliados EUA/UE)

 

Uma escola que servia de abrigo a refugiados palestinianos, gerida pelas Nações Unidos, foi bombardeada esta quinta-feira na Faixa de Gaza, causando um número indeterminado de mortos e feridos.

Perante isto, perante as centenas de civis palestinianos assassinados, perante uma região sitiada, isolada, desvastada pelas bombas, o que fazem os EUA e a UE? Propõem sanções a Israel, acusam o seu governo de terrorismo, exigem que os seus responsáveis se sentem no banco dos réus do TPI por crimes contra a Humanidade? Não há já provas suficientes que justifiquem todas essas reacções?

A hipocrisia da comunidade internacional não tem limites! Afinal, a única coisa que interessa é castigar Putin por erros próprios e pelos alheios.

Imaginem só que era a Rússia a fazer o que Israel está a fazer! Desconfio que isso sim, teria o condão de despertar a veia humanitária das bestas que estão em Washington e Bruxelas!

publicado por Aristides às 17:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 23 de Julho de 2014

O mestre morreu há dez anos





Uma bela versão de "Os verdes anos" neste dia em que se cumprem dez anos sobre o desaparecimento de uma das figuras maiores da guitarra e da cultura portuguesas, o grande Carlos Paredes.
publicado por Aristides às 21:02
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Forte possibilidade, diz ela...



A destruição de casas e hospitais e a morte de civis e crianças “são apenas alguns exemplos onde parece existir uma forte possibilidade de o Direito Internacional Humanitário estar a ser violado e estarem a ser cometidos crimes de guerra”, disse Navi Pillay, alta comissária da Comissão das Nações Unidas para os Direitos Humano.

Uma "forte possibilidade", senhora Pillay?? Diga lá ao Mundo quantas mais casas, hospitais, ambulâncias podem ser atacadas e destruídas e quantos mais civis ou crianças precisam de ser abatidos para que essa angustiosa dúvida se dissipe no seu espírito? Ainda algum telespectador, por mais distraído que seja com telenovelas e reality shows, tem dúvidas sobre o hediondo crime contra a Humanidade que os israelitas estão a cometer na faixa de Gaza?

Já era tempo de cessar a hipocrisia e má-fé na diplomacia internacional fomentada pelos norte-americanos e seus aliados. Com a cobertura solícita e acocorada da vergonhosa comunicação social que temos! 

publicado por Aristides às 13:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 22 de Julho de 2014

Desafio

 

Hoje ouvi as autoridades russas com um desafio interessante aos EUA, ao seu sinistro fantoche neo-nazi que faz as vezes de primeiro ministro da Ucrânia e às suas certezas absolutas: "Se têm provas que foi um míssil fornecido pela Rússia, porque não apresentam provas?"

Esperam-se as cenas dos próximos capítulos!

publicado por Aristides às 20:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

A linguagem também vai à guerra

Nota-se uma evolução semântica nos noticiários, pelo menos da RTP1: os que resistem ao governo usurpador nazi de Kiev no leste da Ucrânia e que o Ocidente já decidiu serem os culpados da queda do avião da Malaysia Airlines, já não são "separatistas pró-russos" mas sim "rebeldes russos".
Isto deve querer dizer alguma coisa...

publicado por Aristides às 13:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 21 de Julho de 2014

Teimosos!

Diz-nos o Diário Económico de hoje que o Orçamento do Estado para 2015 está a ser preparado tendo por base o corte agravado de salários - o mesmo que já foi chumbado pelo Tribunal Constitucional. A instrução foi dada pelo secretário de Estado do Orçamento, Hélder Reis e já foi enviada para os serviços.

Ou seja, o governo está a elaborar um Orçamento que não tem verbas suficientes para pagar os salários! Eles pensarão que até lá descobrem mais alguma tramóia para lixar os funcionários públicos, esses grandes privilegiados. A chatice é que são bem capazes de o conseguir, que a imaginação deles, quando se trata de roubar os trabalhadores, não tem limites.

 

publicado por Aristides às 14:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 20 de Julho de 2014

Ninguém pára a besta sionista?

 

Eu sei que há milhões de pessoas por esse mundo fora que estão indignadas e revoltadas com o que o governo fascista de Israel está a fazer em Gaza. Já ninguém tem dúvidas, excepto o Nobel da Paz, Obama, que está em curso um genocídio na Faixa de Gaza. Bairros inteiros estão a ser destruídos pela artilharia e infantaria sionistas. Civis, imensas crianças, estão a ser mortos e despedaçados pela intervenção criminosa de um dos mais bem preparados exércitos que, assim, deita às malvas tudo o que é Direito Internacional ou o mínimo de ética que deve ser respeitada em todas as situações.

A barbárie está a solta nos territórios palestinianos e os responsáveis são os aliados dos EUA e da UE. Não vejo um governo destes "pilares" da Democracia e Liberdade exigir do governo de Israel que pare com este genocídio! Pelo contrário, Obama pede precisão nos ataques. O que quer ele dizer com isto? Que os soldados israelitas sejam mais produtivos, ou seja, gastem menos munições para produzir mais mortos?

A comunicação social, sempre coincidente com as posições dos EUA, deita água ne fervura, que o exército israelita avisou os habitantes para sairem, blablabla... Mas como é que um bairro super-povoado se pode esvaziar? Para onde querem que as pessoas vão, se estão nas suas casa e não têm motivos para fugir? Salvo, claro, os que lhe são dados pelas balas dos assassinos.

Entretanto, o "socialista" Hollande proibiu manifestações de apoio aos palestinianos.

Em que mundo afinal vivemos? Outra pergunta: ninguém consegue parar os filhos da puta do governo de Israel?

publicado por Aristides às 13:53
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sábado, 19 de Julho de 2014

A realpolitik é tramada

À falta de informação e à congestão de contra-informação que sempre acontecem nestas situações delicadas como as que agora enchem os noticiários, eu tenho a minha própria teoria sobre o que aconteceu nos céus da Ucrânia. Passo a explicar. É completamente impossível que Obama e Putin não saibam já o que realmente aconteceu. O desenvolvimento das redes de informação, controle e espionagem, levado quase à perfeição pelos serviços secretos dos EUA, torna completamente improvável que não se conheçam os responsáveis pelo massacre.

Socorrendo-me das minha experiência enquanto consumidor de notícias e contemporâneo das manobras da guerra fria, aqui vai o que penso ter acontecido: os culpados pelo abate do avião comercial da Malásia foram as autoridades de Kiev, que agora prescindo de adjectivar, ou os EUA ou ambos, conluiados. É que se Obama soubesse que a responsabiilidade era dos "separatistas pró-russos", que até parece não terem armamento adequado, já tinha lançado a informação urbi et orbi, para que o mundo pudesse execrar e condenar devidamente mais um crime dos tais secessionistas. Não o fez até agora, limitando-se a lançar umas insinuações como intuito de manter a opinião pública mundial em estado de indignação contra os "maus" do costume. Mas Putin, que sabe de certeza o que se passou, não veio até agora identificar os verdadeiros culpados como seria de esperar. Então porque guardará ele esse trunfo?

Na minha opinião, Putin estará a tentar negociar a denúncia do crime dos nazis de Kiev e os seus aliados norte-americanos, em troca das sanções que foram recentemente reforçadas pelos imperialistas dos EUA e da UE. 

Acham esta teoria um bocado rebuscada? Eu também, mas já vi realidades bem mais retorcidas.

publicado por Aristides às 13:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
12
13
14
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Ajuda norte-americana

. A sentença de Maria de Lu...

. Venham lá mais umas bomba...

. Oxímoros...

. Afinal, quem foi?

. Vamos lá inspecionar mais...

. Despedir: a mais simples ...

. Moedas boas e más

. Mais munições para Israel

. A lógica terrorista de Te...

.arquivos

.links

.favoritos

. A morte saiu à rua

.Contador

.O Tempo

.subscrever feeds