Segunda-feira, 31 de Outubro de 2016

A irrepreensível ética barrosã

14.07-Barroso.jpeg

 

"O comité de ética da Comissão Europeia concluiu que o antigo presidente Durão Barroso não violou as regras dos Tratados ao aceitar o cargo de presidente não-executivo da Goldman Sachs."

Mas é claro que não e penso que ninguém terá posto isso em causa. Os Tratados, assim como toda a legislação elaborada no âmbito da UE, favorece os negócios, a chiquepertice, o tráfico de muitas coisas, nomeadamente de influências, que não será o menos rentável.

O mesmo comité de ética realçou que Barroso “não demonstrou a sensatez que se poderia esperar de alguém que ocupou o cargo de presidente durante tantos anos" e como sensatez não é condição sine qua non para nada que tenha a ver com políticas europeias, estamos conversados. Convenhamos também que não será muito saudável indispor os senhores do Goldman Sachs com esquisitices como ética e outras coisas sem importância. É que podem ficar chateados.

Volta Barroso, está perdoado!

 

publicado por Aristides às 13:55
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Manuel Norberto Baptista Forte a 7 de Novembro de 2016 às 15:46
O "saltitante" Barroso mais uma vez protegido, por toda uma conjuntura capitalista, que premeia a subserviência e a asneira continuada.



A B R A Ç O

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. O meu artigo deste mês no...

. O meu artigo de Dezembro ...

. Trumpillaryces

. O meu artigo de Novembro ...

. Imbecilidades racistas

. Ooops...they did it again...

. O triunfo dos Trump's

. Trump e as armas

. A França é a França

. Ne chantez pas la mort

.arquivos

.links

.Contador

.O Tempo

.subscrever feeds